terça-feira, 13 de maio de 2008


O amor nunca parte, texto já publicado neste espaço, também povoa a Palpitar revista de literatura e cultura, na seção criação. Quem quiser reler o texto e também conhecer a revista é só clicar: www.palpitar.com.br

16 comentários:

Vinks disse...

Um belo texto Alessandro, como todos que escreves. Fico encantada com tua escrita, tens um estilo todo teu. Também gostei bastante da Palpitar de muito bom gosto. Abraços literários.

Bruno Senhor disse...

Só aqui pra te achar!

Parabéns Pela Publicação, gostei muito do texto e do reconheciemnto de seu trabalho cada vez maior, e demorei pra achar o texto na revista...
... mas é assim mesmo, se pra achar esse irmão pessoalmente já é dificil, imagina achar o texto na revista!

Silvestre Gavinha disse...

Ei poeta,

Esse texto é mesmo lindo. Engraçado que o havia relido semana passada mostrando teu blog para uma amiga.

Achei legal toda a revista.
Parabéns pela publicação.
Acho o teu um dos mais líricos da seção.
Parabéns.
Beijão
Marie

Cassandra Brunetto disse...

Que show, Alessandro! Meus parabéns! Tenho muuuuiiiitoooo orgulho de ti!!!! Vou reler o teu texto com mais calma depois! Sucesso... Sempre! Bjoks

Cassandra Brunetto disse...

Só tenho uma coisa a dizer: ATUALIZA!!!!!

Teus escritos são ótimos e deixam saudades!

E manda notícias tb! É sempre mto bom conversar ctg!

Bjoks

Ebbios disse...

sumiu!!

Silvestre Gavinha disse...

Querido poeta.
Abandonasses teu Blog para sempre???
Ou encontras-te em novo endereço????
Volte por favor, saudades da tua lírica.De tuas belas imagens.
Um abraço e de notícias por favor.
Marie

Silvestre Gavinha disse...

Querido poeta.
Muito feliz com teu sinal.
Não se perca e não desapareça. Deixe o endereço de sua estrela.
"O que você mais vê de um homem, é o que ele tenta esconder"G.Rosa.
Respeito o teu silêncio. Te admiro.
Grande beijo.
Tome seu tempo.
Até a volta.
Marei

Cassandra Brunetto disse...

Mta saudade das tuas postagens! Dê notícias!

Silvestre Gavinha disse...

Passando só para conferir....
Matar as saudades.
Reler os melhores.
Que tudo caminhe bem.
Um grande beijo
Marie

Luana Gabriela disse...

Ol� alesandro, t� passando para retribuir a vsita ao meu antigo blog e te convidando para dar uma olhada no novo. www.naoquerofalardisso.blogspot.com

Fique com Deus.

Luana

Silvestre Gavinha disse...

Será que você ainda vem aqui???
Será que volta um dia??
Onde andará sua poesia???
Continuo voltando.
Gosto das imagens. Todas.
Boa sorte poeta.
Que teu anjo te guie e não te percas.
Beijão
Marie

aaluah disse...

além de gostar do seu texto anterior, tenho uma pergunta a fazer: de quem é a pintura do topo do blog?

aaluah disse...

Despedi-me de mim, em um dia que não sei bem se existi nele ou em mim ele existiu.
Despedi-me sem me saber quem, sem me saber quando, sem me saber eu.



Despedindo-me permaneço."




muito bonito.

Silvestre Gavinha disse...

Poeta,
espero que ainda venhas aqui. Voltei para te desejar um Bom Ano.
Que, estando onde estiveres, estejas bem, contigo e com o que vives.
Que estejas escrevendo tuas lindas coisas e voltes a nos mostrá-las.
"Fazes-me falta".

PS. Você recebeu o meu e-mail com o meu endereço?????
Nunca mais é muito tempo.
Um grande beijo.
Marie

Borba Magalhães disse...

Parabenizo-te.


Fingidouro está de volta, passa lá.