quarta-feira, 26 de março de 2008

Ofícina Literária

Didática da criação, acordar as palavras, acarinhar as palavras, vivificar a leitura, gramaticar erros e elucidar a experiência literária, foram propostas trabalhadas na minha oficina literária de poesia, realizada na Escola Professora Francisca Lira Leite de Brito com alunos da 6ª série.

Precisa-se acarinhar as palavras para logo depois fazer amor com elas.
Acordar a palavra e rir de sua cara de sono.


Durante a ofícina, descobri-me um erro gramaticado.



Poetas trabalhados durante a oficina: Manoel de Barros, Fabrício Carpinejar, Palmeira, Dedé Monteiro e Zeto.

Este participante levou tão a sério a idéia de acordar as palavras, que perguntou se podia “Gonzagar as palavras" (fazendo referência ao rei do baião). Foi aí que percebi que a oficina já surtia efeito. (risos)


Essa gatinha da foto, extremamente bem enquadrada com contorno amarelo, protagonizou o momento mais encantador da oficina. Quando gritei; - Pronto, agora vamos brincar com as palavras!
Ela puramente correu, pegou o dicionário que estava sobre minha perna, o jogou no chão e começou a chutá-lo.
Ela brincou com as palavras como Ronaldinho costuma brincar com a bola.


Fotos: Ser Iza
Ps: A autora dos gols com as palavras não participava diretamente da ofícina, estava acompanhando sua irmã. Imaginem se estivesse.

9 comentários:

Silvestre Gavinha disse...

Que legal esta tua possibilidade.
Lindo teu trabalho.
Um pouco forte a menina chutando o dicionário. Prenúncios de poetividade???
Marie

Nicole vincks disse...

Alessandro, sempre tenho acompanhado o teu blog, o que faço com grande prazer, pois de fato tuas palavras, como dizes, me acarinham.
Gostaria de saber como faço para comprar teus livros e quando você vem fazer uma ofícina por aqui.
Moro em Londrina e posso te garante que você seria bem aceito por aqui.
Então é isso, abraços e voltarei sempre.

corossate disse...

Alessandro, você me surpreende a cada dia. Teus textos nunca perdem a unidade, nem a qualidade. e tuas ofícinas devem ser maravilhosas!
Continue e espere o sucesso.

GABRIELA disse...

felicitaciones, alessandro.
Enseñar es en parte dar vida.
Yo soy docente también y lo sé porque lo vivo.
Besos miles!!!

Felipe disse...

"Lipirius": Palmeira diz: - Felipe, ela chutou o dicionário porque eu disse que eles deveriam brincar com as palavras...


Sem palavras....

Marília disse...

Poxa, que coisa linda! Que vontade que me deu de ter estado lá (ou aí, tanto faz). Se no mundo tivesse mais dessas magias reais, seria tudo tão mais fácil e melhor. E mais bonito, claro. Haha :}

Um beijo de paz :*

Cassandra Brunetto disse...

Que legal essa oficina, hein!

Parabéns!!!

Ebbios disse...

Queria ter participado! ^^

felinea disse...

e são raras as pessoas que, como tu, conseguem dar vida tão linda às palavras.

parabéns. com certeza foi um belo trabalho! :)

abraços do sul.