quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Ela

Pintura Jacqueline - Pablo Picasso


Ela me desnorteia os sentidos quando de um jeito meigo me oferece a mão e faz de mim mais caminho do que passos, mais pássaro que homem. Quando faz de mim sua morada e sua estadia. Ela me encanta quando franze a testa do modo mais lindo que já vi. Quando o sono lhe cerca e suas pálpebras acenam adeus como quem num sorriso se despede. Ela me desnorteia quando se despe, quando a inocência é o que lhe veste. Quando me abençoa com a nudez. Quando sorrir em desabrochar. Ela me arrebata quando o olhar é avassalador, ou quando nem bem ainda é olhar. Desde que a conheci nunca mais houve rotina estando com ela. Ela acorda o cotidiano invariavelmente, não o deixa repetir suas cores, seu cheiro, seu gosto. Ela não se repete. Eu não me repito estando com ela. Eu não me repito estando nela.
Ela me comove quando chora mansinho, quando o amor lhe assusta, quando a paixão é sozinha. Ela me comove quando uma lágrima inunda seus cílios e o jardim dos seus olhos. Ela me comove quando com medo se despe para o amor. Quando poética pega de mansinho minha mão e a conduz para o calor do seu seio. Ela me comove quando recita um silêncio.
Ela me anoitece quando sou tarde. Quando minha manhã se mostra triste, ela me anoitece. Quando a luz do dia ofusca meus olhos ela me anoitece. Quando a noite se insinua melancólica ela me abraça. Ela me afoga em seu sussurro. Quando tenho medo ela me anoitece. Quando a nudez pede vestes, ela me anoitece.
Quando ela anoitece faz de mim seu sono.

4 comentários:

Ana Paula disse...

Porra Alessandro!!!! Me ensina a escrever assim; Ou melhor a sentir assim. Beijão

***Tacy e Nego*** disse...

nao é necessário que eu diga o quanto eu admiro sua imensidão de sentimentos e traduções nem que eu te diga o quanto te invejo por saber dizer o que poucos entendem...mas é necessário que eu te diga que a cada dia eu agradeço mais e mais pela tua amizade e tuas palavras..
imensas saudades, amigo poeta..
bjs...
parabéns.

Itcha disse...

Nesses momentos como é adorável ser ela.

Marcel Nogueira disse...

Sandrinho véi...
Tu és minha "fonte de inspiração"!!
Lindas as suas palavras viu...
Parabens...você tem um belíssimo dom!

Abraço