sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Povoada Solidão

Pintura - Van Gogh
Solidões que fazem-me companhia. Solidões imprescindíveis, que me acompanham e nunca me deixam só. Solidão do último gole de vinho. Do último palito de fósforo. Do olhar que se despede. Da rosa nunca entregue. De Deus no sétimo dia. Solidão de estrela sem noite. De poeta a soletrar silêncios. De pálpebras cansadas. Do cheiro do dia. Solidão de pôr-do-sol sem olhar que o contemple. De ilha que enxerga sua naufraga visita. Do velho a beira da eternidade. De quarto sem hospede. Solidão de suicida. Do pedido de socorro. Do derradeiro suspiro. Solidão de razão em hospício. De mulher no banho. Da orelha de Van Gogh. De poema esquecido. Solidão de puta em cabaré nenhum. De música na pauta. De homem chorando. Do silêncio do verbo. Solidão de batuta sem mãos. De pele sem língua. De ardência sem lábios. De tesão sem sexo. De palavra dormindo. De Palmeira sem Lellis. Solidão da noite sem dia. Do amor a espera. Da paixão sozinha. Solidão de olhar a procura. Do vazio do cálice. Do ávido desejo. Solidão de tudo em nada existindo. Solidão de neto sem avó, sem mãe e avô. Solidão de mim.

Gosto do cheiro da solidão, do gosto da solidão. Da solidão das palavras. Solidão de Deus sem Pai, Filho e Espírito Santo. Da solidão esquecida que não consta no texto.

Solidões me povoam.

9 comentários:

Ebbios disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ebbios disse...

Escrever é um ato solitário e ensimesmado, ao mesmo passo em que é a entrega e um desejo por um olhar ávido pela leitura de nossa essência.

Escrever é povoar-se duma solidão sem fim.

Phrann disse...

A Solidão nos faz ter conversas interessantissimas com nós mesmos, e nesse momento, encontramos uma companhia que nunca nos faltará.

Otimo fim e semana pra ti.

Bjs

Pri... disse...

Roubando uma idéia na qual tb acredito:

“Solidão não é estar só, é estar vazio.”
(Sêneca)

Bjo

Ney disse...

bom

Silvestre Gavinha disse...

Poeta, na tua falta vou ao teu ontem. Aleatoriamente encontrei a solidão que te povoa. Não tinha lido ainda.
Onde andas????
Bom voltar o tempo.
Beijo enorme. Saudades
Marie

Anônimo disse...

..É preciso escolher entre viver e escrever..quando o faço, a vida passa a ser apenas lembranças e sentimentos em um pedaço de papel..quem vive ñ tem tempo pra escrever e quem escreve ñ vive apenas exprime..quando o faço, apenas me solidifico na solidão..
(sther)

sther barros da silva disse...

..É preciso escolher entre viver e escrever..quando o faço, a vida passa a ser apenas lembranças e sentimentos em um pedaço de papel..quem vive ñ tem tempo pra escrever e quem escreve ñ vive apenas exprime..quando o faço, apenas me solidifico na solidão..
(sther)

Anônimo disse...

Sim, provavelmente por isso e